terça-feira , 23 janeiro 2018
BannerLivroDN

Amor

Seja o amor da sua vida…

carregando amor

Apaixone-se por si mesmo e pela vida, depois por quem quiser Nós nos esquecemos do nosso lugar no mundo. Temos medo de não correspondermos às expectativas dos outros, de não encontrarmos o amor de nossas vidas, de não termos sucesso, de não atingirmos as nossas metas, de não nascermos, crescermos e nos reproduzirmos.   Em resumo, nos submetemos ao que ... Leia Mais »

Quer mesmo saber se estou bem?

Poderosa

Desculpa, mas é um prazer singular saber que você sente saudades, que te faço falta até hoje. Tem gente que perde e nem sente, tem gente que sente ao perder, tem gente que só acredita que perdeu quando o outro já tem ido, tem gente que perde por perder e tem você, que me perdeu sem perceber e não sei ... Leia Mais »

Mãe é mãe…

Mae é mae

Ser pai é um pouco mais fácil. Pai não carrega 9 meses dentro de si. Não vomita, não tem sua bexiga comprimida. Pai não tem seu corpo invadido por um bisturi, não faz cesárea, não faz parto normal, não fica louco com os hormônios, não fica com insegurança do mundo e medo de não segurar a bronca. Pai não vê ... Leia Mais »

E de repente o medo de ser mãe…

bebe_no_colo_da_mae

Hoje pela manhã, entrei no quarto de minha paciente no hospital. Era a hora de mandá-la para casa. Mas ao me aproximar, ela estava sentada com seu filho no colo – de apenas dois dias, percebi que ela estava chorando. Um choro silencioso, apenas algumas lágrimas. Seu marido de pé em sua frente, um pouco sem saber o que fazer, ... Leia Mais »

Afinidade…

Afinidade

A afinidade não é o mais brilhante, mas o mais sutil, delicado e penetrante dos sentimentos. E o mais independente. Não importa o tempo, a ausência, os adiamentos, as distâncias, as impossibilidades. Quando há afinidade, qualquer reencontro retoma a relação, o diálogo, a conversa, o afeto no exato ponto em que foi interrompido. Afinidade é não haver tempo mediando a ... Leia Mais »

Mãe eu tenho que ir…

Mae te amo, mas preciso ir...

Talvez você demore a compreender, talvez você chore incontáveis noites por ver o ninho vazio, talvez você me ligue com aquela voz embargada, sofrida, de quem está guardando um mundo de saudade em um nó na garganta, mas mãe, eu tenho que ir. Tenho que aprender a separar a roupa por cores na hora de lavar, tenho que descobrir que ... Leia Mais »